segunda-feira, 29 de março de 2010

Pereira nos Bombeiros e Portas na Esquadra, aritméticam a nossa segurança…

«O país vai ficar com menos polícia e menos segurança. É a segunda vez no mandato do engenheiro Sócrates que isto acontece e é um erro clamoroso do ponto de vista do planeamento de recursos humanos, quer da PSP, quer da GNR». «Em 2010 não vai haver um único policia a entrar na PSP ou um único guarda da GNR a entrar, mas vai haver aposentações. Para alguém se tornar um polícia operacional são precisos, desasseis meses, sete para fazer o concurso e mais nove para treino e instrução», destacou Paulo Portas na visita desta segunda-feira á esquadra da PSP da Reboleira na Amadora. Antes o ministro Rui Pereira no Congresso Nacional dos Bombeiros, em Setúbal, dissera que, «antes de saírem para a rua, os novos elementos têm que ser recrutados e têm que ter formação», confirmando que os novos dois mil efectivos não estarão nas ruas em 2010 porque a GNR e a PSP apenas vão poder desencadear os concursos para admitir, no total, dois mil novos efectivos, após a assinatura a 24 de Março, de um despacho conjunto de Rui Pereira e Teixeira dos Santos.
nem 2010 ou 2011. Eventualmente 2012. Alguém não aprendeu aritmética...

Sem comentários: