domingo, 21 de março de 2010

manifesto de intenções... (2)

«O primeiro-ministro não conhece o senhor Manuel Godinho e não recebeu pessoalmente qualquer presente de Natal seu, ou de qualquer das suas empresas». «Não existe no gabinete do primeiro-ministro, nem no gabinete do secretário-geral do PS, qualquer registo de ofertas de Natal com essa proveniência». Jorge Coelho, presidente executivo da Mota-Engil, declarou também que «nunca tinha ouvido falar desse senhor» até às primeiras notícias do Face Oculta. «Não sei se recebi ou não algum presente dele. Recebo inúmeras prendas, todos os Natais. E canetas Montblanc já devo ter recebido umas 200!». António Mexia, presidente da EDP, «não conhece nem nunca viu Manuel Godinho» informou o porta-voz da empresa. Fernando Lopes Barreira, o empresário que dirige a Consulgal, não quis prestar declarações. Armando Vara, ex-vice-presidente do BCP, disse «nunca» ter recebido qualquer presente de Manuel Godinho, nomeadamente os que estão registados nos documentos apreendidos ao empresário de Aveiro e José Penedos, foi o único que admitiu ter recebido dois dos presentes ali indicados apesar de não os ter identificado logo com o empresário. Sol
parece que o empresário Godinho apenas quiz fazer um manifesto de intenções...

Sem comentários: