quinta-feira, 11 de março de 2010

CDS-PP propõe cortes no abono de família de alunos violentos

Curiosamente de acordo, com a proposta feita pela Confederação Nacional das Associações de Pais, o CDS vai apresentar um projecto de lei para a revisão do Estatuto do Aluno agravando as sanções disciplinares ao comportamento do aluno violento, com «faltas injustificadas», entre outras. A proposta integra ainda um conjunto de medidas que visam prevenir e sancionar episódios de bullying, prática reiterada de maus tratos ou perseguição a alunos por parte de colegas e passa ainda pela responsabilização das autoridades educativas, do Ministério da Educação aos directores da escola e também das famílias e dos alunos. «Não se trata de responsabilizar as famílias por um comportamento mais agressivo, esporádico dos alunos, mas os responsáveis pela educação destes jovens que têm estas práticas reiteradas de violência e perturbação têm que ser responsabilizados e, se for caso disso, através de uma redução ou corte de prestações sociais como o abono de família», justificou Teresa Caeiro.
Logo: A ministra da Educação disse que apresentará em breve uma iniciativa legislativa específica para combater a ocorrência de fenómenos de “bullying” nas escolas portuguesas, dando aos directores de escola a possibilidade de «suspenderem preventivamente alunos que tenha provocado agressões». «Com essa decisão o aluno agressor poderá ser imediatamente afastado da situação de contacto com o aluno agredido. Queremos resolver rapidamente situações de ameaça, conflito ou agressão, sem prejuízo de medidas disciplinares que se instaurem no momento em que há este tipo de situações nas escolas». tsf
Fico á espera das reacções canhotas e protectoras dos “jovens coitados" vitimas da deficiente educação de direita que regime e papás lhes têm imposto.

1 comentário:

Anónimo disse...

Um estudo divulgado há pouco diz que em Portugal as crianças passam 8 horas por dia a ver televisão(!!!)o "bullying" começa aqui.
A violência das actuais séries de animação nada tem em comum com as diabruras de Tom & Jerry.
A violência "passou" a fazer parte do dia a dia, mas curiosamente se aplicarmos umas palmadas aos filhos isso é considerado Crime.

Não sei se reduzir ou retirar as prestações sociais surtirá efeito, possivelmente não, é provavel que família vá reagir com "violência" perante a lei e pior ainda sobre o "culpado".

Grassa na nossa sociedade uma inversão de valores, os pais demitiram-se do seu papel de educadores severos mas justos, tornaram-se permissivos às vezes até desinteressados.

A Escola deixou de ser um lugar respeitável e seguro.
Os professores deixaram de ser os"Mestres".

Passaram "pouco mais" de 30 anos... é tempo de se corrigirem os erros cometidos!

C.R