quarta-feira, 24 de março de 2010

foi redescoberta a Industria das Manifs

no secundário: O carácter nacional da manifestação traduz-se por acções de protesto das várias escolas secundárias e básicas do país frente à Direcção Regional de Educação correspondente. Em causa estão o Estatuto do Aluno, cujas «alterações hão-de ser para pior», os ataques à «liberdade em democracia», com os «estudantes de todo o país que já foram identificados pela Polícia», e a privatização dos serviços escolares, porque «o Estado anda a fazer obras nas escolas a troco de privatizar o bar, a cantina, a papelaria e o espaço da escola». no superior: A Associação de Estudantes da Escola de Artes e Design das Caldas da Rainha convocou uma manifestação nacional que pretende reunir estudantes universitários de todo o país na rotunda do Marquês de Pombal, em Lisboa, pelas 14:00, para depois caminharem até à Assembleia da República. À iniciativa já aderiram alguns movimentos estudantis, como um grupo de estudantes da Universidade de Aveiro e outro do ISCTE, mas de fora ficaram algumas das principais associações de estudantes universitários do país. saudades das manifs dos 60...

Sem comentários: