segunda-feira, 16 de julho de 2012

uma vaia alentejana...

«O FMI não manda aqui», «Os salários a baixar e os lucros a aumentar» e «Com Passos a mandar, o país vai-se afundar» foram algumas das frases entoadas pelos manifestantes. 
Passos Coelho foi vaiado, por várias dezenas de pessoas, esta segunda-feira de manhã, em Borba (4 500 habitantes). No protesto participaram sindicalistas, trabalhadores da administração pública local, professores e enfermeiros, de acordo com a notícia da pela TVI, e foram organizados pela União dos Sindicatos do Distrito de Évora, afeta à CGTP.
O primeiro-ministro foi a Borba para abrir um congresso internacional dedicado à pedra natural. tsf

esta manif não foi convocada pelo “feicebuque” porque alentejano é gente pobre e não tem dinheiro para comprar computadores nem para pagar “internetes” !

Sem comentários: