domingo, 22 de julho de 2012

comentador Seguro

Seguro comentou a notícia do semanário alemão Der Spiegel de que o FMI se propõe retirar a ajuda financeira à Grécia, o que levará à falência daquele país em Setembro.
Seguro disse esperar que esse cenário não aconteça e recomendou ao Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e outras instituições europeias "estabilidade no discurso" em relação aos países sob assistência financeira.
Seguro, à margem das comemorações do Dia da Federação Distrital de Coimbra do PS, em Oliveira do Hospital, defendeu que as políticas da 'troika' "devem ser políticas que ajudem" as economias dos países sob assistência financeira a desenvolverem-se.
Seguro reafirmou que possui uma perspectiva "completamente diferente" da que está a ser implementada em Portugal pelo Governo, defendendo um período de ajustamento de "mais um ano" no programa de ajuda financeira. "Não é por facilitismo. É porque o montante de ajustamento aumentou e a realidade mudou, completamente". JLS. Lusa
Seguro que tem a “força” de ser lider do partido que negociou o memorando de entendimento não informou se levaria estas recomendações à reunião com a “troika” ou se eram apenas para “jornalista escrever” e tuga ler....

Sem comentários: