quarta-feira, 4 de julho de 2012

dez milhões de prejuizo! quem paga?

Na segunda-feira passada, a administração da TAP interpôs uma providência cautelar para suspender a greve dos pilotos, cujo início estava previsto para quinta-feira. Esta acção pretendia que a greve dos pilotos fosse considerada “ilícita”.
Se o protesto fosse realizado iria provocar cancelamento de 97% dos voos programados, ou seja, 2.070 voos, afectando 307 mil passageiros.
O Sindicato dos Pilotos, em comunicado, acaba de informar que foi desconvocada a greve na TAP, cujo início estava previsto para amanhã, depois de a administração da empresa ter chegado a acordo com os pilotos.
Esta decisão resulta de um entendimento alcançado entre os Pilotos e a Administração da TAP, através da importante mediação do Governo, que prevê a criação de um grupo de trabalho tripartido para a resolução dos problemas que motivaram a greve”.

Desde o anúncio do pré-aviso de greve até à sua desconvocação esta manhã, a TAP registou 46.230 cancelamentos de reservas, um prejuízo directo de 9,7 milhões de euros.

Sem comentários: