sábado, 14 de julho de 2012

Duvido que estejamos preparados para o calor!

Num encontro na sede da Ordem dos Advogados, em Lisboa, na qual participou o bastonário Marinho Pinto e 54 municípios que perdem o seu tribunal, além de autarcas de concelhos onde os tribunais vão perder competências, foi aprovada uma moção para propor ao Governo a criação de uma comissão conjunta com advogados, autarcas, operadores judiciários e representantes do ministério.
Os autarcas e a Ordem dos Advogados não excluem uma manifestação nacional de advogados, autarcas e população(?), mas a convocatória da manifestação acabou por não ser votada porque dos envolvidos querem apoiar em primeira linha uma demonstração de bom senso e dialogar com o ministério.
Contudo Marinho Pinto, o bastonário da OA, salientou, que a manifestação decorrerá caso o Ministério da Justiça não responda em tempo razoável. RCS. Lusa 

A Comissão Coordenadora Permanente dos Sindicatos e Associações dos Profissionais das Forças e Serviços de Segurança - que reúne organizações representativas dos militares da GNR (APG/GNR) e da Polícia Marítima (ASPPM), dos agentes da PSP (ASPP/PSP) e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SCIF/SEF) e dos Guardas Prisionais (SNCGP) - decidiu na quinta-feira agendar "para breve" uma reunião para debater as questões que envolvem o sector.
Os sindicatos e associações representativas das forças de segurança admitem avançar com ações de luta contra algumas políticas governamentais, por considerarem que põem em causa os direitos dos profissionais e a segurança dos cidadãos. dn 

Parece que o Verão vai ser quente. Da Espanha os ventos não são bons, de Itália não são melhores e, por cá, os remexidos agitam-se na net.
Se não fossem os nossos “bons costumes” diria que alguém anda por aí a querer internacionalizar-nos em agit-prop.
Duvido que ainda estejamos preparados para o calor que ai vem e que desta vez não haja novembro!
 

1 comentário:

Gaivota Maria disse...

Entre as várias coisas que nos distiguem de "nuestros hermanos" é que eles gostam de touradas e do sangue a escorrer do touros , das orelhas e rabos cortados. Nós por cá, abandonados neste canto da Europa, banhados pelo mar, gostamos mais de ir a banhos. E talvez por isso a nossa mente esteja mais limpa. Aliás o sol deita-se no nosso mar, o Atlãntico, não no mediterrãneo o que nos garante um poente mais lento.Talvez daí a nossa capacidade de esperar a "HORA"