quarta-feira, 11 de julho de 2012

O nosso Partido Socialista merece melhor!

em 15 de Novembro foi o estímulo da economia e do emprego
Serão discutidas as formas que o PS defende ao nível do estímulo da economia e do emprego, mas sem pôr em causa as metas da consolidação orçamental, afirma o Expresso em antecipação.
A notícia da Renascença revela que António José Seguro recebeu os elementos da Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu, instituições que assinaram o memorando com Portugal. O encontro durou pouco mais de uma hora e não teve grandes conclusões.
Os representantes da “troika” não disseram uma palavra à saída. O Partido Socialista também não adiantou mais informações. Houve apenas uma declaração do secretário do nacional responsável pela economia, Eurico Dias, que não revelou o teor da reunião. Apenas deu a entender que o PS vai cumprir o memorando assinado e à troika foi dito que é preciso um ajustamento dado que as condições de execução, segundo o PS, têm vindo a alterar-se. Sobre a folga orçamental que permitiria poupar um dos subsídios, Eurico Dias disse que “nem folgas nem feriados”.
em 20 de Fevereiro era a banca…
António José Seguro vai propor hoje à ‘troika' que o prazo para a desalavancagem da banca seja alargado por mais um ano, apurou o Diário Económico.
Quanto à receptividade das propostas apresentadas pelo PS, Seguro sublinhou que foi “uma discussão interessante e relevante”. Contudo, “houve pontos de vista bem divergentes entre o Partido Socialista e a troika no que diz respeito processo de consolidação das contas públicas e particularmente quanto à prioridade”, regista o Jornal de Negócios
em 11 de Julho são as PME’s…
O secretário-geral do PS afirmou que "Tomaremos a iniciativa de propor à ‘troika' a criação de um programa de apoio à recapitalização de pequenas e médias empresas, tendo como valor mínimo três mil milhões de euros - verba financiada por parte dos fundos não utilizados para a recapitalização dos bancos e por verbas disponíveis no Banco Europeu de Investimento", escreve o PMF da (Lusa) numa notícia pouco apelativa…“sem chama”!

Penso que o “propósito” de hoje apenas teve como objectivos o “boneco para as tv’s”, a manchete para as capas dos jornais e talvez convencer os “idiotas úteis” de que AJSeguro existe, porque a proposta, apesar de notóriamente razoável, terá o mesmo destino da de Fevereiro e de uma outra de Novembro do ano passado.
O triunvirato que nos governa apenas negoceia com o governo, assim aconteceu com PSD e com o CDS, quando oposição, faz agora um ano e decerto não mudaram o figurino.

Quando o Secretário-Geral de um partido com a importância que o PS tem para a democracia nacional emite propostas que sabe impossíveis de concretizar fica ao nível daquela esquerda que pode dizer tudo porque nunca será governo.
O nosso Partido Socialista merece melhor! E todos sabemos que o tem!

Sem comentários: