domingo, 21 de fevereiro de 2010

tecnicas de desinformação?

O "Correio da Manhã" e o "Diário de Notícias" escrevem hoje que o despacho assinado pelo Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, para arquivar as suspeitas de atentado contra o Estado de Direito no caso das escutas do processo Face Oculta, "contraria o que o próprio disse em comunicado" a propósito das conversas que envolviam o primeiro-ministro. Os dois diários garantem que no documento a que tiveram acesso, Pinto Monteiro não se pronunciou em nenhuma altura sobre as escutas do primeiro-ministro. Expresso.pt O secretário geral do PS afirmou, perante a Comissão Nacional do seu partido, que nada teme sobre a divulgação de escutas no âmbito do processo "Face Oculta" e advertiu que recusará que o Orçamento seja desvirtuado. "Não temos nada a temer com a divulgação de escutas", disse, citado por membros da Comissão Nacional do PS e voltou a insurgir-se contra "as violações do segredo de justiça" no processo "Face Oculta" e afirmou que a campanha em curso "representa um ataque" aos sistemas democrático e judicial. expresso A confusão no cruzamento de noticias de vários o.c.s. continua...
O melhor será substituir "confusão" e chamar-lhe "tecnicas de desinformação". . estas duas noticias cruzadas com o post anterior são demonstrativas disto.
O curioso é que estas tecnicas que não se ensinam no ensino normal (nem nas "novas oportunidades"), são aprendidas nas agencias de inteligencia e leccionadas em exclusivo para os seus agentes... Estranho, não é?

Sem comentários: