sexta-feira, 4 de março de 2011

quase de acordo!

"os partidos devem ser financiados, no essencial, com recursos provenientes da sua própria actividade e não devem ser meros departamentos do Estado nem sucursais políticas dos grupos económicos e financeiros.! afirma o PCP
se retirarem aquele "no essencial" fico em completa convergência...

Sem comentários: