quarta-feira, 9 de março de 2011

e o Presidente tomou posse!

O Presidente da República tomou posse e fez um discurso próximo do que seria o de professor de finanças, se ainda o fosse... Achei-o amargo, fraco por vago, cruel por tardio e prenhe de vinganças para presidente eleito de todos os portugueses. Na realidade um discurso a permitir as mais variadas interpretações aos criptologos do comentário... As asneiras-comentário seguiram-se, piores emendas que discurso, desde os que viram o obvio apoio à “geração à rasca” até aos lacões de serviço a informar que “quem governa é o governo” e até o franciscano perdeu a pose e o anacleto puxou da memória para nos lembrar que Silva até já foi o “nosso primeiro”. Tristes comentadeiros. Mas o discurso de professor de finanças lido “à séria”, sem chicanas nem fofocas, tem pernas para andar,,, assim as tenha o Presidente!

Sem comentários: