domingo, 25 de julho de 2010

mea culpa...

O primeiro-ministro espanhol, Rodrigues Zapatero, admitiu que demorou a reconhecer a dimensão da crise em Espanha, acrescentando que não hesitaria em tomar novamente medidas "impopulares" para lhe fazer face, disse em entrevista ao jornal El Pais. "O executivo passou muito tempo a perguntar se estávamos numa crise ou num abrandamento" da economia, afirmou Zapatero, que foi muito criticado pela oposição de falta de reacção aquando do início da crise, no final de 2008. Lusa. parece que por cá também a oposição se fartou de avisar e criticar Pinto de Sousa, mas... ele não estudou "latim técnico".

Sem comentários: