sábado, 24 de julho de 2010

cCUT's... pagamos ou não pagamos?

O Ministério das Obras Públicas, em comunicado enviado ao final da manhã às redacções, diz que é falsa e não tem qualquer fundamento a notícia de que o Governo pretenda adiar para o ano a introdução de portagens nas auto-estradas sem custos para o utilizador (SCUT). O Expresso tinha noticiado que o Governo pretendia adiar para o final do ano a introdução daquelas portagens, no norte do País, por recear uma forte vaga de contestação e que iria tentar novamente chegar a acordo com o PSD depois do Verão. Conhecido, desde os tempos do jamé pelas trapalhadas ", este ministério reafirma o seu propósito de proceder à aplicação da medida e salienta que só está dependente da entrada em vigor das alterações do decreto lei do dispositivo electrónico de matrícula". Claro que o trapalhão "ministério" se esquece, ou desconhece, que o decreto que regulará a forma efectiva de pagamento terá que ser enviado a Belém e o Presidente da Republica terá 20 dias para decidir se promulga, ou não promulga, o diploma. Isto é, já passou Julho, irão passar Agosto e Setembro sem que paguem portagens nas CCUT's. Mas, mensalmente, dos impostos de todos sairão os 90.000.000 de euros para pagar as auto-estradas que Cravinho e Guterres, diziam que não se pagavam. Tinham razão. Eles não as irão pagar... mas "metade do aumento de impostos negociado entre o PS e o PSD no PEC II vai ser, este ano, canalizado para pagar as Scut".

1 comentário:

Gaivota Maria disse...

O Ministério das Obras Públicas, em comunicado enviado ao final da manhã às redacções, diz que é falsa e não tem qualquer fundamento a notícia de que o Governo pretenda adiar para o ano a introdução de portagens nas auto-estradas sem custos para o utilizador (SCUT).
LOGO, (se atendermos à lógica goevernamental dos últimos tempos) SE O MINISTÉRIO DA OP DIZ QUE É FALSO É PORQUE É VERDADEIRO