sexta-feira, 2 de julho de 2010

as trapalhadas das CCUT's do Bloco Central

A comissão parlamentar de Obras Públicas, Transportes e Comunicações aprovou esta sexta-feira uma proposta conjunta do PS e do PSD sobre o chip de matrícula, que determina o fim da obrigatoriedade do dispositivo. No documento do Bloco Central pode ler-se que «a instalação do dispositivo electrónico de matrícula nos veículos automóveis e seus reboques, motociclos e triciclos autorizados a circular em autoestradas ou vias equiparadas é facultativa e depende da adesão voluntária do respetivo proprietário». sol O governo anunciara que pretendia isentar de portagens nos 46 concelhos com poder de compra abaixo da média nacional, que sejam atravessados pelas sete SCUT, mas, fonte próxima de Passos Coelho, considerou que «Concordamos que haja uma discriminação positiva mas isso não significa isenção, se não fica tudo na mesma e vamos apenas fingir que existem portagens». sol

Sem comentários: