sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

OGE de Cavaco Silva avança!

O Governo prevê mais desemprego e pouco crescimento.DN Sem muitas indicações do ponto de vista de cenário macro-económico, o Executivo admite, porém, que a inflação fique em cerca de "um por cento", o que servirá de referencial para os aumentos da função pública para este ano. A médio prazo, é esperada uma convergência da inflação “para o referencial de dois por cento para a sua variação média anual”.De resto, o Governo admite que terá que começar já a correcção do défice, num sentido semelhante ao que já foi dito pelo PSD. dn Luís Queiró, vice-presidente do CDS-PP, assumiu sair da reunião com Teixeira dos Santos satisfeito e garantiu que, depois deste principio de entendimento, novas reuniões vão ser marcadas para hoje ou para este fim-de-semana. O CDS refere que entre os 25 pontos levados para a reunião pelos populares, alguns mostram ter boas hipóteses de entendimento. Citou, por exemplo, propostas fiscais, dizendo esperar que o Executivo aceite a redução da carga fiscal para as pessoas e as empresas, apesar de se ter de enquadrar estas medidas numa conjuntura de crise grave. dn A presidente do PSD disse que a reunião desta quinta-feira com o Governo correu bem, acrescentando que há «abertura» para continuar o diálogo sobre o Orçamento de Estado para 2010. Ferreira Leite acrescentou, no entanto, que ainda é cedo para antecipar uma decisão do partido sobre o orçamento. tsf O Presidente da República disse hoje ter "muita esperança" nos encontros entre o Governo e a oposição sobre o Orçamento de Estado, mas alertou que não se devem esperar "facilidades", pois todas as negociações têm dificuldades: "é provável que não se possa separar facilmente o combate aos desequilíbrios, sejam eles nas contas públicas, sejam eles na dívida pública ou sejam na parte externa, do combate duradouro ao desemprego". dn cada vez mais o OGE se aproxima de um orçamento cavaquista... para isso lá continua, vigilante, Ferreira Leite.

Sem comentários: