quarta-feira, 24 de novembro de 2010

deputados abstencionistas declarantes...

São as primeiras divisões no PSD por causa do Orçamento do Estado de 2011. O CDS-PP pediu a votação, em plenário da Assembleia, de uma proposta de alteração ao OE que sabia “condenada” pela abstenção do PSD: a suspensão das grandes obras públicas e reavaliação das parcerias público-privadas... Uma vez votada a abstenção, levantaram-se cinco deputados do PSD - Manuela Ferreira Leite, Pacheco Pereira, José Luís Arnaut, Paulo Mota Pinto e Luís Rodrigues - para anunciarem uma declaração de voto. O estranho é que a bancada estava a votar contra o que foi uma das bandeiras da campanha eleitoral em 2009: o adiamento das grandes obras, como, pex, o TGV. O estranho é que muitos de nós votaram PSD porque tinham consciência que "as grandes obras" do nacional-socialismo levariam o país dos nossos netos à bancarrota. O estranho é que poucos o tenham estranhado e, não tarda, voltem a votar nos mesmos abstencionistas, porque "democrata" luso, na politica e no futebol, não muda de clube...mesmo que vá para outra divisão.

Sem comentários: