domingo, 7 de abril de 2013

Hoje foi (ainda é) dia de “comentadores”, amadores, profissionais e políticos.
Até agora os que ouvi interpretaram as palavras e prognosticaram futuros no discurso que o primeiro-ministro nos leu.
Com uma excepção, JGFerreira da SiC, nenhum referiu o importante: Neste mês de Maio teremos que pagar, por inteiro, os empréstimos negociados em 2009 e 2010 e que não o poderemos fazer sem a tranche da troika.
Apenas a mesma excepção referiu que na próxima Quinta-Feira a Irlanda e Portugal vão renegociar as maturidades, os prazos de pagamento, de dívidas de longo prazo. Os juros para a Irlanda caíram dos 4,26% para os 4,06% enquanto os de Portugal, subiram nos últimos dias de 5,92% para os actuais 6,39. O Estado Português dificilmente irá obter mais tempo para saldar as dividas. O temíveis 7% aproximam-se e com eles o novo resgate e mais anos de tutoria internacional.   
 
Mas,
os verdadeiros comentadores chegarão já amanhã nas cotações da Bolsa e nos yields dos Mercados da divida soberana.
A ver vamos como diria o... mexilhão!

Sem comentários: