segunda-feira, 15 de abril de 2013

a judicaturocracia deles na nossa democracia...

Obviamente que sempre pensei que o “espírito da lei” determinava que findos três mandatos dispensaríamos do trabalho autárquico aqueles que os cumpriram.
Certamente que aceito que os tribunais julguem as ilegalidades que os autarcas (também o fui) cometam no exercício das suas funções. Aliás, entendo que isto devia ser extensível a deputados e governantes que disso se encontram isentados.
Mas sinto-me constitucionalmente violado quando juízes, sem terem sido sujeitos a qualquer votação popular, se substituem à democraticamente eleita Assembleia da Republica e, interpretem aquela que é, ou foi, a vontade destes nossos eleitos.
Independentemente de quem está em causa e, até das afinidades que não tenho com os eventuais recandidatos em causa, estranho que os deputados, nossos representantes, não tenho procedido ao necessário esclarecimento da Lei que produziram e estejam a deixar transformar
a nossa democracia na judicaturocracia deles.
vocês políticos e, nós povo, não deveríamos parar para pensar o perigo que estão a correr?   

Sem comentários: