sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

regresso do SMO

Pedro Passos Coelho tem nas mãos uma proposta insólita: o regresso do Serviço Militar Obrigatório.
Esta é uma das sugestões que consta do relatório da conferência Pensar o Futuro, organizada por Sofia Galvão, e que foi entregue ao primeiro-ministro, em S. Bento.
A justificação para o regresso do SMO é clara: «por força da necessidade de contenção de custos, prioritária em conjunturas de crise, mas também como instrumento definidor de cidadania».
Por sinal, em Portugal o SMO acabou por pressão política da JSD, liderada por Passos Coelho, que fez desta questão uma das suas principais bandeiras políticas. por helena pereira nosol
 
Não consigo perceber se estão a gozar com o nosso primeiro ou se os "sábios" que estiveram a pensar o nosso futuro fazem alguma ideia de quanto nos custaria aplicar a sugestão...
 

Sem comentários: