quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Amaral foi à TVi

"Talvez a hipótese mais provável seja o Presidente da República dissolver a Assembleia", disse o ex-ministro da Defesa de Mário Soares.
"Se houver uma situação social grave", vê Aníbal Cavaco Silva a preferir "devolver a palavra ao povo" por via de eleições, afirmou o ex-candidato à Presidência da Republica.
O ministro Miguel Relvas já devia ter saído há muito tempo por razões éticas" e o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, deveria ser substituído por alguém "mais humanista, mais sensível aos problemas sociais" declarou o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de Pinto de Sousa.
"O ano de 2013 só tem comparação em dificuldades e perigos de 1975" e acredita que a “coligação entre PSD e CDS-PP já não é um casamento de amor, é um casamento de conveniência" sublinhou o ex-bi-Presidente do Partido do Centro Democrático Social.
 
e prontos!

Sem comentários: