segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

reformados e trabalhadores disponiveis da Carris protestam no Camões

Parece que os Trabalhadores da Carris protestam na quinta-feira contra cortes salariais e para exigir o cumprimento do Acordo de Empresa com uma concentração no Largo Camões em Lisboa, disse hoje à Lusa fonte sindical.
O Manuel Leal, dirigente sindical da FECTRANS, filiada CGTP-IN, disse que os trabalhadores contestam as reduções salariais decorrentes do acordo com a ‘troika’ e a redução para metade do pagamento das horas extraordinárias e dos feriados, mas que “não afetará a circulação de autocarros porque não será uma mobilização geral de trabalhadores da Carris, mas sim dos trabalhadores disponíveis e dos reformados”.

A pequena adesão dos trabalhadores da Carris nas manifs e greves terá alguma coisa a ver com esta nova "forma de luta"?
Um dia, mantenho essa esperança, o sindicalismo português irá perceber que o erro não está nas Associações de Classe mas na eternização dos seus dirigentes face à "mais classificada geração de sempre" que neles já não se filia! 
 
 


Sem comentários: