quarta-feira, 27 de junho de 2012

ping-pong com troika...

"Em vésperas do Conselho Europeu, o Governo apresentou novas propostas, porque teve autorização de Berlim para vir com essas novas propostas para apresentar em Portugal. Há muitas diferenças entre mim e o senhor primeiro-ministro e uma delas é que o primeiro-ministro alinha pelo consenso mais básico", afirmou António José Seguro no debate quinzenal. PMF 
"Na altura em que como líder do maior partido da oposição reuni com a ´troika' e levantei a questão sobre o período de ajustamento e a necessidade de podermos ter um ano mais para fazer o ajustamento - não três anos, mas quatro anos - a resposta que obtive foi rigorosamente esta: ´não vamos dizer que quatro anos não teria sido possível, mas agora é tarde para colocar essa questão porque o entendimento ficou fechado com o Governo Português'" revelou  Passos Coelho.  ACL. 

PPC é que veio tarde revelar a verdade! Já ninguém se lembra quem negociou o acordo com a тройка, mesmo no partido do AJS quando «Um conjunto alargado de deputados e destacados militantes do PS vai participar no Congresso Democrático das Alternativas, que tem como principal objectivo unir e criar uma alternativa de esquerda num país que “continua amarrado a um Memorando da troika que não é do seu interesse”».
Este ping-pong Coelho-Seguro só irá parar quando for revelada toda a verdade sobre os antecedentes que levaram o governo do Pinto de Sousa a avançar para o “pedido de resgate”...

Sem comentários: