sábado, 5 de maio de 2012

“ocupas” afogam ILGA

Pouco depois de se instalarem no primeiro e o segundo andar de uma casa camarária na Rua de S. Lázaro, junto ao Hospital de S. José, em Lisboa, os "ocupas" abriram a água, que se encontrava fechada.

A ILGA está sediada há década e meia no rés-do-chão daquele prédio.
"Avisámo-los para não o fazerem, porque já há ano e meio tinha sucedido o mesmo durante outra ocupação", afirma o presidente da Ilga. Em vão e a água tanto escorreu por paredes e tectos que a associação teve de fechar deixando sem “apoio” os e as homossexuais.
Agora "quem pode resolver a situação é a câmara. Já enviámos fotos do sucedido ao presidente António Costa", observa o responsável da associação a que devia ter acrescentado tratar-se de uma clara actuação homofóbica dos “ocupas”.
Claro que o Costa e a Roseta vão-lhes “resolver a situação” que nós, os munícipes iremos pagar...

Sem comentários: