quinta-feira, 17 de maio de 2012

cortes da renda e da central do pego

Santos Pereira, o ministro, comunicou hoje que «o Estado está, pela primeira vez, a reduzir os custos do sector eléctrico», realçando que os cortes hoje decididos representam «1.800 milhões de euros até 2020». tsf 
Vítor Machado, o representante da DECO na Entidade reguladora do Sector Energético, mostrou-se convencido de que vai haver uma poupança na factura da luz dos consumidores mas considerou que estas medidas para a redução das verbas pagas aos produtores de electricidade chegam com atraso e podiam ser mais ambiciosas. tsf 
António J. Seguro à margem do encerramento das jornadas parlamentares do PS, em Bragança, comentou e adiantou que o partido socialista irá lançar sete propostas concretas para que as famílias e empresas portuguesas paguem menos nas suas facturas de gás e electricidade. a bola 

A oposição PCP está contra e quer cortes mais profundos, a “oposição folclórica” só  quer aparecer nas tv’s, com o sucesso que conhecemos...
Desta vez estou com o PC. Estaria com o PS se tivessem uma, apenas uma, proposta porque sete servem apenas para nos vender electicidade a pataco, perdão, bacalhau!
Curiosamente nem o governo, nem ninguem do partido socialista, comentou atitude da espanhola Endesa que encerrou a Central do Pego “enquanto vigorar a suspensão da garantia de potência”...

Sem comentários: