segunda-feira, 5 de abril de 2010

cabalas e campanhas negras!

JS Pinto de Sousa subscreveu pelo menos 21 projectos entre Outubro de 1988, data em que se tornou deputado em regime de dedicação exclusiva, auferindo o subsídio correspondente, e o final de 1990, responsabilizando-se também pela correcta execução das respectivas obras. O gabinete do actual primeiro ministro diz que “não havia nem podia haver regime de exclusividade na prestação dos serviços referidos” porque o então deputado não estava a ser remunerado. Foi o actual primeiro-ministro que pediu para sair da Câmara da Guarda quando assumiu as novas funções, pelo que é falso que tenha sido afastado por desleixo profissional. nem mais...

Sem comentários: