domingo, 18 de novembro de 2012

porque não te calas?

 
primeiro vem o soneto:
"Lamento que não tenha sido possível da parte do senhor ministro da Administração Interna uma declaração mais esclarecedora quanto à intervenção do Governo", [na sequência da tempestade no Algarve].
depois a emenda:
"Não houve qualquer intenção, longe disso, de fazer qualquer crítica à actuação do ministro, que tem sido exemplar neste processo", esclareceu à Lusa fonte do gabinete do PM.

Sem comentários: