sábado, 22 de janeiro de 2011

um dia vamos acabar com elas...

Os salários dos trabalhadores das empresas públicas vão emagrecer já na próxima semana. Perante a exigência de "cumprimento imediato" por parte das Finanças, as entidades do Sector Empresarial do Estado começaram ontem a revelar mais pormenores sobre os planos de contenção salarial. Publico Só em 15 destas “empresas públicas”, entre elas a CGD, a TAP e os CTT, a redução de cinco por cento das remunerações totais ilíquidas vai permitir uma poupança superior a 104 milhões de euros aos contribuintes, se, torneando a exigência do Orçamento, não aumentarem os extras salariais. imagine. leitor, que as reduções se estendiam aos Institutos e Fundações Públicas, que roçam o milhar, quanto podia ser reduzido nos nossos impostos e taxas ou
sonhe que se extinguiam todas as que servem apenas para redundar aquilo que a Função Pública executa...

Sem comentários: