quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

a "soberana" aritmética da divida

Portugal vendeu ontem 750 milhões de euros de bilhetes do Tesouro com maturidade de um ano. Pagou-se um juro médio de 4,029%, inferior à taxa de 5,28% paga no início de Dezembro. O volume de ordens de compra foi 3,1 vezes o montante colocado. Este leilão de dívida pública atraiu especialmente os bancos portugueses que subscreveram dois terços da emissão e que lhes irão servir para conseguirem os financiamentos que necessitam junto do Banco Central Europeu. Curiosamente para o instituto que gere a dívida pública, a procura total foi repartida de forma equilibrada entre nacionais e estrangeiros. Algo está errado nesta aritmética.

1 comentário:

Anónimo disse...

2 + 1 = 4

2 + 2 = 5