domingo, 9 de janeiro de 2011

Passos Coelho diz

...“o PSD fez tudo o que estava ao seu alcance para evitar que Portugal chegasse a uma situação de bancarrota ou de insolvência em que se precisasse de recorrer ao exterior” afirmou PPC ao "gente que conta" da TSF. E Coelho, acrescentou “se nós precisarmos de recorrer à ajuda externa, significa que a estratégia que estava a ser seguida, ou a ausência dela, falhou” e foi mais longe ao dizer que “quem conduz o país a uma situação dessa natureza não tem condições para poder, no dia a seguir, liderar a recuperação”. Talvez porque se apecebeu que o que havia dito se podia aplicar também ao seu partido, Passos Coelho avançou que “só um Governo escolhido novamente pelos portugueses terá força suficiente para liderar a recuperação do país, não há outra alternativa” e garantiu que “o PSD fez tudo o que estava ao seu alcance para evitar que Portugal chegasse a uma situação de bancarrota ou de insolvência em que se precisasse de recorrer ao exterior e que o seu partido está pronto para assumir responsabilidades, se isso for necessário”. Ora bem, então não foi o PPD/PSD/PPC que acordou PEC’s e Orçamento que mais nada fazem que aumentar a carga aos mais desfavorecidos, mantendo, e até aumentando, os previlégios aos boys & girls? Coelho quer eleições para mudar de governo? Para quê! Ninguém está mais preparado que este que temos para assessorar quem vem da estranja para nos governar. O PPC tem razão! Apenas falou sem pensar que aquilo que disse é aplicável a sí e ao seu partido. Um caso típico de "feitiço contra o feiticeiro"...
Ó Passos Coelho, vá mas é pensando em “eleições” para mudar de políticos! Todos!
Que é o que cada vez mais aqueles que não são boys&girls pensam e desejam...

Sem comentários: