domingo, 10 de abril de 2011

Militante quebra unidade

O congresso não pode ser transformado num comício. Um congresso de um partido democrático deve ser sobretudo um momento alto de debate e confronto de ideias e não de aclamação de um líder. Entendo que, e tenho pena que não esteja aqui o nosso secretário-geral, porque gosto de dizer estas coisas na presença das pessoas, o primeiro-ministro que nos conduziu a esta situação e que conduziu Portugal a uma situação de bancarrota não tem condições para nos fazer sair dela”, afirmou o militante socialista Rómulo Machado quebrou hoje o discurso de unidade em torno do secretário-geral do partido, resultando as suas palavras num coro de assobios.

Rómulo Machado estás lixado... ou talvez não!
o discurso do "querido lider" pode ser visto AQUI

Sem comentários: