quinta-feira, 28 de abril de 2011

"competente" e "convincente"

Paulo Portas, finalmente, apontou críticas ao PS e ao PSD: "O maior problema do Governo de Sócrates foi a negação da realidade e, até neste programa eleitoral, o PS insiste que o défice de 2010 foi de 6,8 por cento quando, infelizmente, sabemos que foi de 9,1 por cento" por exemplo "faz de conta que não houve BPN, que não houve BPP, e que esses escândalos financeiros não custaram uma fatura grave ao contribuinte", afirmou em relação ao partido do ainda governo.
Referindo-se aos populares-democratas considerou que "há muita gente preocupada com o facto do PSD não passar uma imagem de confiança e de segurança. Eu saberei responder-lhes no momento certo e com naturalidade", acrescentou que recusou comentar se o seu partido está ou não disposto a fazer entendimentos eleitorais com os dois principais partidos.
e rematou com a promessa que "no momento certo irá reponder aos eleitores que não confiam do PS e no PSD".
Ora bem, Dr. Portas, veja lá se se despacha porque há muita gente à espera para ver onde estão as diferenças e o submarino chega no Sábado...

Sem comentários: