terça-feira, 8 de dezembro de 2009

TGV : um «erro histórico»

Manuel Moura o primeiro presidente da Rede de Alta Velocidade, nomeado pelo Governo de António Guterres, afirma que o projecto deste Governo é um «erro histórico», que vai sair caro à economia portuguesa. Para ver aqui e aqui Para M. Moura a questão central é que o projecto do TGV, não resolve o histórico isolamento da via-férrea portuguesa, que parou no tempo. No século XIX, Espanha e Portugal construíram um caminho-de-ferro com uma distância entre carris diferente do resto da Europa. A bitola Ibérica é 23 centímetros mais larga do que a bitola usada na generalidade dos países da união europeia. Incompatibilidade que, na fronteira entre Espanha e França, ou as mercadorias mudam de comboio ou os comboios são sujeitos a uma demorada operação de mudança de rodados, que encarece exponencialmente os custos... Tvi24
Isto é, se só vai permitir mercadorias ou passageiros para a Espanha porque é que nos impigem a treta de que não podemos perder a ligação á Europa...

1 comentário:

Gaivota Maria disse...

Acho que isto jã não deve sem comentado. Tem é de ser combatido. Se o Alfa não atinge a velocidade para que queremos um TGV e com tantas estações? É o chamado complexo de inferioridade face a nuestros hermanos.