terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Lisboa paga 18.5 milhões...

O cargo mais caro da História in Correio Preto
A Câmara Municipal de Lisboa chegou a acordo com a Construtora do Tâmega e a CME para terminar o Túnel do Marquês. De acordo com o presidente da autarquia, o acordo pressupõe o pagamento de 18,5 milhões de euros às duas empresas. A maior parte deste valor será pago entre esta e a próxima semana e o restante quando a obra estiver finalizada, assegurou António Costa. Recorde-se que a Câmara havia sido condenada a pagar uma indemnização de 24 milhões de euros às empresas pela suspensão dos trabalhos no Túnel do Marquês, que acabou por abrir ao trânsito sem estar completo. António Costa adiantou ainda que as obras durarão 10 meses, não esclarecendo, contudo, a data de arranque dos trabalhos. O Túnel do Marquês abriu ao público dois anos e meio depois da data prevista, a 25 de Abril de 2007, estando ainda por concluir a saída para a Avenida Augusto Aguiar. Económico
Relacionadas:
Apesar de contestar a segurança da obra, o vereador do Bloco de Esquerda na Câmara de Lisboa fez saber que vai assistir à inauguração, para alertar os automobilistas para circularem «devagar, porque o túnel é muito perigoso por causa da inclinação». José Sá Fernandes, foi o autor de uma providência cautelar à obra que a obrigou a uma interrupção de sete meses. TSF 25 Abr 07
O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara de Lisboa, José Sá Fernandes, considerou segunda-feira à noite que a proposta de Ruben de Carvalho (CDU) de tapar o túnel do Marquês «não faz sentido».
«Tapar o túnel em toda a sua extensão não faz sentido, o que faz sentido é não o completar», disse Sá Fernandes que fez parar a principal obra da gestão de Santana Lopes em Lisboa e que agora se candidata como independente apoiado pelo BE à liderança da autarquia. VISAOONLINE 4 Out. 2005

Sem comentários: