terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Sondagens mudam ?

Os três actos eleitorais deste ano reabriram a polémica sobre a fidelidade das sondagens feitas em Portugal. Os responsáveis pelos principais centros do País garantem que o grau de exigência é grande, mas os partidos não estão convencidos - e pedem já a mudança da lei e das regras até às presidenciais. Um estudo da ERC aponta três prejudicados: CDS, PCP e PSD. ... Estão em causa matérias como a amostra, a distribuição dos indecisos, o cálculo da abstenção ou os métodos das entrevistas. ... Trinta e oito sondagens foram analisadas e abrangem eleições legislativas, autárquicas e regionais entre 2005 e 2008 e as europeias deste ano. Na avaliação do desempenho dos partidos nas sondagens em relação aos resultados eleitorais, o relatório conclui que
o CDS é subavaliado,
o PSD tende para subavaliação. o PCP é ligeiramente subavaliado.
O PS tende para sobreavaliação enquanto
o Bloco de Esquerda ligeiramente sobreavaliado. DN
"Depois do último ciclo eleitoral, onde houve diferenças significativas entre as sondagens e os resultados, não é possível continuar neste estado", afirma o líder parlamentar do CDS, Luís Pedro Mota Soares. "Concordamos com as alterações legislativas, mas mudar a lei não resolve o conjunto de problemas relativos às sondagens. A auto-regulação é um caminho e a ERC deve cumprir a sua função reguladora, o que não aconteceu nos últimos anos", alega Agostinho Branquinho, do PSD. Projecções erradas condicionam as opções do eleitor e pesam nos cenários eleitorais", avalia Jorge Cordeiro, do secretariado do PCP. O deputado João Serrano, do Partido Socialista. pede um compasso de espera: "Esperamos a tomada de posição do regulador." ...e os votantes que foram enganados pelos sondadeiros irão ser ouvidos?

Sem comentários: