segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

ninguém a consegue casar...

Em Fevereiro deste ano, o BE denunciou que cartões com identificação e fotografia dos directores e chefes de divisão dos serviços secretos militares estiveram acessíveis a funcionários que utilizam o sistema informático da Presidência do Conselho de Ministros. «Estes documentos foram entregues, em mão, por fonte anónima, ao Grupo Parlamentar do BE que os distribuiu ao deputado Fernando Rosas» e o então secretário de Estado Jorge Lacão participou o caso. Agora em comunicado, o DIAP de Lisboa refere que, por despacho proferido a 30 de Novembro, «declarou encerrado o inquérito e determinou o arquivamento dos autos» porque «através desse conjunto de provas digitais e periciais, conclui-se que os documentos exibidos não tiveram origem em acessos indevidos ao sistema informático, mas sim em fotocópias tiradas do processo administrativo onde constavam tais elementos, em papel». TSF
Claro que tudo se passou na Presidência do Conselho de Ministros... onde nunca há culpados.

Sem comentários: