segunda-feira, 5 de setembro de 2011

"Crescimento económico e ética social".

"Da mesma maneira que estranhamos que o secretário-geral do Partido Socialista fale da dívida da Madeira esquecendo-se da dívida que o Partido Socialista deixou ao país, também estranhamos que o Dr. Jardim tenha muitas opiniões sobre a dívida do Continente, esquecendo-se da dívida que fez e que tem na Madeira", afirmou Nuno Magalhães, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, na abertura das Jornadas Parlamentares do Partido que decorrem no Funchal. 
era bom que Magalhães e o CDS/PP também começassem a falar na situação do País onde, cada vez mais, se destrói a “ética social” e o “crescimento económico” tende para o zero…
quem durante a campanha eleitoral se encrespou contra a carga fiscal do, na altura, partido do governo não pode deixar passar as isenções que os, agora, partidos do governo atribuem ao Utilities Sector em simultâneo com os aumentos de preços já autorizados e os previstos para o inicio de 2012 da EDP, Galp e REN e que incrementados com as subidas do IVA vão dar mais uma machadada na empobrecida classe média, para não falar na dos economicamente menos favorecidos.

Sem comentários: