terça-feira, 14 de setembro de 2010

somos os maiores...

O ex-presidente da República não quer um país de lamentações. «A situação é grave, mas é uma situação que tem saída. Nós temos de lutar e não estarmos sempre a dizer que queremos isto e que queremos aquilo», referiu á agência financeira Mário Soares parece conhecer-nos bem e sabe do que somos capazes para contribuir para o “esforço patriótico” que este ainda governo nos pede. Vejamos: - «A época de saldos em 2010 deverá ter sido, nos últimos três anos, a que terá corrido menos mal», disse à agência Lusa o presidente da União de Associações do Comércio e Serviços de Lisboa. sol - A crise não cortou os ímpetos dos portugueses para comprarem. No segundo trimestre, foram vendidos cerca de 1,7 milhões de telemóveis novos, em média 18 por dia. Só na primeira metade do ano venderam-se 2,94 milhões de telemóveis. publico Isto é, parecemos um país normal e, cada vez mais percebo menos, porque é que andam, cá dentro e na estranja, a falar em contenção e noutros palavrões que não nos ensinaram nas oportunidades da sra. dona lurdes. Um país tão normal que lá para 2020 terá 50% da população doutorada, mestrada, licenciada e…desempregada.

Sem comentários: