terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

juros a acrescentar à divida…a descer nos “piigs”


O PSI20 fechou a ganhar 0,60% para 6 172,93 pontos.
Os juros da dívida soberana portuguesa estão a subir a dois, cinco e a dez anos, assim como os da Grécia, ao contrário dos de Espanha e de Itália. noticía o oje 
O Estado reduziu em um terço as dívidas em atraso aos fornecedores.
A taxa de execução do Programa Operacional do Alentejo (InAlentejo) quase duplicou em 2012, passando de 22,12 para 42,10%, e fechou o ano com uma execução financeira de 463,8 milhões de euros.
A dívida da Estradas de Portugal agravou-se em 320 milhões de euros, em 2012, com um aumento de 10% face ao ano anterior.
A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) considera que as metas traçadas pelo Governo para a receita fiscal este ano poderão ser mais difíceis de alcançar que o previsto devido ao buraco na receita fiscal de 2012.
A Standard & Poor’s prevê para 2013 que Espanha, Portugal e Irlanda apresentem excedentes claros nas contas correntes, permitindo-lhes apresentar mais cedo do que prevíamos uma recuperação do PIB, assumindo que a procura externa o permita”.
Portugal registou uma quebra de 8,6% nas vendas a retalho em Dezembro passado, quando comparado com o mês homólogo de 2011, afirma o Eurostat.
A agência de notação financeira Standard&Poor’s anunciou hoje que foi visada num processo judicial do Governo dos EUA, por a empresa de ‘rating’ ter subavaliado os riscos de activos imobiliários, causando a crise financeira actual. 
A Republica Helénica colocou hoje 812,5 milhões de euros em títulos do tesouro a seis meses a uma taxa de juro de 4,27%, ligeiramente inferior à aplicada a 8 de Janeiro, quando aceitou pagar uma taxa de juro de 4,3% para colocar 1,625 milhões de euros.

Sem comentários: