quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

juros a acrescentar à divida…

O PSI20 encerrou a sessão a ganhar 0,06% para 6.164,56 pontos.
Os juros da dívida de Portugal estiveram a subir a cinco e 10 anos (no Oje).
Os juros associados à dívida portuguesa desciam hoje em todos os prazos, à excepção na maturidade a três anos (no Económico).
O Estado colocou a totalidade dos 1.500 milhões de euros de dívida no mercado, pagando juros mais baixos a 12 meses (1,277% versus 1,61% em Janeiro) e mais altos a três meses (0,737% versus 0,67%).
O Governo espera uma recessão mais profunda este ano, defende a necessidade de mais tempo para reduzir o défice e estuda a possibilidade de cortes na despesa de 800 milhões de euros.
Segundo as previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística a produção de azeite na campanha de 2012 deve inverter a tendência de subida que se verificou nos últimos quatro anos, caindo 25% face a 2011.
Já foram comunicadas ao fisco mais de 62 milhões de facturas de Janeiro e destas, quase 12 milhões referem-se ao sector da restauração.
As empresas que utilizem parte dos lucros para reinvestir vão poder deduzir no IRC até 70% desse montante.
A taxa Euribor a seis meses, a mais usada nos créditos à habitação em Portugal, caiu para 0,356%, pela 13ª consecutiva.
O Tesouro Alemão colocou 4.040 milhões de euros de dívida a 10 anos a 1,66%.
Os lucros da Telecom-Orange caíram em 2012 para 820 milhões de euros, um quinto do resultado líquido obtido em 2011.
O Crédit Agricole encerrou 2012 com prejuízo histórico de 3982 milhões de euros que fica a dever-se aos prejuízos acumulados por operações da banca de investimento em Itália.
O euro valoriza pelo segundo dia consecutivo face ao dólar, ganhando 0,26% para os 1,3423 dólares, em máximos de uma semana.

Sem comentários: