domingo, 2 de outubro de 2011

“é tempo das 99% de pessoas serem ouvidas”!

"Somos sindicalistas, estudantes, professores, veteranos de guerra, famílias, desempregados e subempregados. Somos de todas as raças, sexos e credos. Nós somos a maioria. Somos os 99 por cento. E não vamos mais ficar em silêncio ", dizia um “post” no site do Occupy Wall Street.
Os protestos que começaram em 17 de Setembro, na passada sexta-feira, levaram cerca de 1.500 manifestantes à sede do Departamento de Polícia de Nova York e espalharam-se por todo o país, com manifestações, em Boston, Chicago, Albuquerque e dezenas de outras cidades, em solidariedade com o Movimento Occupy Wall Street.

Occupy Wall Street é um movimento de resistência sem líder com pessoas de muitas cores, sexos e orientações políticas. As únicas coisas que temos em comum é que somos aqueles 99% que não vão tolerar mais a ganância e a corrupção dos 1%.
Vamos a usar a táctica revolucionária das Primaveras Árabes para alcançar nossos fins e a incentivar o uso da não-violência para maximizar a segurança de todos os participantes nas manifestações, pode ler-se no site do movimento.

Para nós, europeus, é estranho que uma “revolta” comece nos Estados Unidos… vamos ver no que é que isto vai dar!

Sem comentários: