domingo, 14 de agosto de 2011

e depois queixem-se!

Foram roubadas da base da Marinha no Alfeite, seis armas, duas espingardas, duas pistolas-metralhadoras e duas pistolas com calibres iguais aos usados pelo corpo de fuzileiros.
O roubo foi detectado durante uma «ronda de vigilância ao final da tarde de hoje», afirmou à Lusa o comandante Santos Fernandes, relações públicas da Marinha.
torna-se evidente o resultado que está dar o congelamento de admissão de praças nas Forças Armadas! Alguém se lembrou que as não-admissões iriam baixar o nível de segurança dos quartéis?
...já agora: o que é feito do “inquérito” às armas desviadas da Carregueira?

1 comentário:

Gaivota Maria disse...

Inquérito? Que é isso? Carregueira? isso é o npome de algum onde se carregam coisas?
Nós não temos Forças Armadas nem policiais. Temos gajos fardados e míopes