segunda-feira, 9 de abril de 2018

Batalha de La Lys

C. E. P.
2.ª Divisão                                                    2.° G. B. A.
3 .ª Bataria
~~ Relatorio de combate de 9 a 12 de Abril de 1918 ~~

"Às 4 horas e 10 minutos“” da manhã do dia 9 do corrente mez teve início um violento bombardeamento de artilharia inimiga de todos os calibres e de gaz.
A essa hora, como estava já na cama, levantei-me o mais rapidamente possível, bem como o alferes desta bataria Snr. José de Menezes Torres que dormia no mesmo compartimento. Ainda não tínhamos acabado de nos vestir quando apareceu o comandante da bataria capitão Snr. Almiro José Pereira de Vasconcellos.
Juntos assim dentro do mesmo quarto e logo no começo concordámos, em virtude da grande velocidade de tiro que não permitia um unico momento sem que se ouvissem os rebentamentos das granadas, em que o bombardeamento era para os decauvilles””, paralelos a duas faces da Messe para as estradas que corriam paralelamente também às outras duas faces, mas, vindo cá fora, depressa verificamos que o bombardeamento era geral, ocupando uma grande zona.
Nesta conformidade foi o alferes Torres ao telefone pedindo para a cabine central ligação imediata para o O. L. “” que era o Snr. tenente Antonio Gonçalves Alvarenga tambem desta bataria, mas as ligações telefonicas estavam já todas partidas””.
Estavamos então debaixo dum verdadeiro e denso circulo de fogo quando saimos da mess em direcção à cabine central, indo o alferes Torres à frente e um pouco mais atraz eu e o Snr. Comandante da bataria. Chegamos à cabine e lá mais uma vez verificamos estarem cortadas todas as ligações excéto para a 2.ª do 2.° G. B. A. e 1.ª do 6.° G. B. A.”” que, a não ser com a nossa cabine, estavam tambem completamente isoladas.
Depois disto e atendendo à grande violencia do bombardeamento tomou o com.te da bat. a a iniciativa de romper fogo”” com os elementos do S. O. S. Grupo”” , para o que já estavam convenientemente avisadas as guarnições.
Rompeu-se então o fogo às 4h,30m”” com a velocidade de 4 tiros por peça e por minuto. Às 7h,30m, como o consumo de munições era já grande o Snr. com.te da bat.ª mandou fazer o remuniciamento, e, pela mesma ordenança que levava esta ordem ao com.te do escalão da bat. a , teve S. a Ex.ia o cuidado, atendendo a que a bat. a do seu comando era de apoio e tinha recebido instruções para não abrir fogo sem a competente ordem do C. A.”” , de enviar ao Snr. com.te do grupo a nota que passo a transcrever:

Ex.mo Snr. Com.te do grupo                                                                            Urgente
às 7h,30m
Apesar de não ter recebido ordem, em presença dum bombardeamento tão intenso, mandei abrir fogo com S. O. S. Grupo, procurando bater todo o sector. Como não ha comunicações telefonicas que tenho tentado conseguir, espero ordens de V.a Ex.ia. Continuo sendo bombardeado com granadas de diferentes calibres e gaz. Ainda não tenho qualquer acidente nem em pessoal nem em material.
O comandante da bataria
(a) Almiro de Vasconcellos
cap.



mais AQUI

Sem comentários: