domingo, 18 de janeiro de 2015

emigrante, português!

Não é fooball, não é política!
Vale a pena perder 15 minutos a ver este emigrante, português, que adquiriu a cultura de vencedor que nada tem a ver com a “cultura” que, por cá, cultivamos.
Não debita “choradinhos”, fala em trabalho (nunca em emprego) e fala da “sorte” que “dá muito trabalho a adquirir”.
A mensagem final, para os mais jovens, é genial!

Se não fossem os pontapés na bola, o “brinquinho” e o corte de cabelo duvido que a imprensa a que temos direito lhe dedicasse algumas linhas. Até o comentário de que está anexado ao video mostra que quem o fez “não percebeu”!  

Sem comentários: