domingo, 13 de abril de 2014

novas do terceiro protectorado em quarenta anos…

Faltam 35 dias para terminar o terceiro protectorado nos últimos quarenta anos.
Os juros da divida a 10 anos subiram 0,1 ponto percentual para 3,95%. Os homólogos em 2013 eram 5,98. As causas da subida, embora ténue, só podem ser explicadas pelas “ordens de venda” da nossa divida tendo em vista realizar capital para a compra de divida grega, com juros de quase mais dois pontos percentuais ou ressaca dos investidores ao “documento dos notáveis” tão propagado na imprensa a que temos direito.
Em tempo idêntico, em Outubro/Novembro de 2013, também a 35 dias do fim do resgate, a Irlanda pagava 3,53%.

Há um ano o Expresso noticiava que “Portugal não precisa de dinheiro da troika até Setembro” e a “Devolução dos subsídios sem impacto na economia”. O “Negócios” afirmava que o “Governo estuda “TSU” dos pensionistas”. Já o angolano Sol manchetava que “Passos adia remodelação”, enquanto o Económico o contrariava referindo que “Passos chama dois ministros novos para o lugar de Relvas”.
Também foi por estes dias que o venerando ex-chefe de estado afirmou ao quase jornal “i”:
Por muito menos que isto foi morto o rei D. Carlos

Sem comentários: