domingo, 12 de agosto de 2018

uma homenagem muito póstuma: Vitor Ribeiro, O Comandante

Victor Ribeiro (1941-2018) fundou a Associação de Comandos e foi um dos homens mais próximos do General Jaime Neves no 25 de Novembro. Horas antes de morrer, em Março, recebeu a visita do Presidente da República no hospital e foi condecorado com a Ordem do Infante D.Henrique.
Semanas depois, a evocação pública do Tenente Miliciano Vitor Ribeiro, pelo comandante do Regimento de Comandos, coronel Pipa Amorim, irritou o comandante do Exército, com um oficial a garantir que o Chefe do Estado-Maior do Exército, general Rovisco Duarte, qualificou Pipa Amorim como "político populista”.
Na cerimónia, Pipa Amorim afirmou: "Permitam-me homenagear e prestar o meu público reconhecimento a este grande português, um dos últimos guerreiros do império, que como militar, adicionalmente à sua promoção por distinção, foi condecorado com as medalhas de Valor Militar e da Cruz de Guerra e como civil foi agraciado, na véspera do seu falecimento, ainda consciente, no leito onde agonizava, com a Ordem do Infante D.Henrique, pelo Presidente da República".
Semanas antes, o Parlamento aprovara - com os votos contra do BE, do PCP, dos Verdes e a abstenção da socialista Wanda Guimarães - o voto de pesar apresentado pelo CDS pela morte de Victor Manuel Tavares Ribeiro.

Textos de boa investigação jornalistica ficam, para memória futura, dos historiadores que queiram retomar a Questão do 25 de Novembro de 1975
3 Os “Comandos” e o Combate pela Liberdade»/2005, de Manuel A. Bernardo, F. Proença Garcia e R. Domingues da Fonseca
4 Victor Ribeiro, o Comandante por Jaime Nogueira Pinto

Sem comentários: