quinta-feira, 12 de julho de 2018

não há almoços grátis

Hoje algumas pessoas que acreditaram que era possível começam a perceber que não há almoços grátis. O preço pode estar transitoriamente escondido, mas paga-se e mais cedo ou mais tarde aparece.
.
Quando se tentou aqui alertar para o perigoso caminho que se estava a seguir no início da governação do Costa, foram muitos os que optaram por não querer ver, que escolheram acreditar em milagres, que quiseram crer que a designada política de austeridade era produto das pessoas maldosas que nos tinham governado. (...)
Claro que um dos principais argumentos era: o que está a acontecer é o resultado de anos e anos de desinvestimento. Mas não se sabia já isso?
Estamos a viver em crise desde 2008, pelo menos.
Em 2016 e em 2017 as escolhas (do Costa, Geringonça & Cia) podiam ter sido diferentes. Mas foi-lhes “politicamente impossível” e agora pagamos o preço.

Sem comentários: