sábado, 31 de dezembro de 2016

2016: o ano que matou o sonho

No último dia de 2016 é impossível passar ao lado do extraordinário governo do António Costa. 
Um governo de esquerda, apoiado pelo Bloco de Esquerda e PCP, a cumprir rigorosamente o Tratado Orçamental, a praticar uma política de austeridade (disfarçada), a salvar bancos com o dinheiro dos contribuintes, a diminuir a TSU e a afundar o que resta da Educação e Saúde públicas é algo nunca visto. 
É o fim do sonho de várias gerações. (Rui Costa Pinto)

Sem comentários: