quinta-feira, 1 de agosto de 2013

especialistas em generalidades

Ao longo deste e de uma boa parte do ano anterior descobri que os “tugas” tem “capabilities” (desculpem mas a tradução é difícil!) que vão muito para além daquilo que lhes ensinamos nas nossas escolas. O Ministro Crato devia avaliar este tema!
Vejamos o que eu já sabia:
- quase todos são especialistas em Futebol e direcção clubistica do dito. O Costa ou o Vieira podem descansar porque têm a sucessão garantida e, porventura, melhorada.
- uma grande maioria, talvez todos, são especializados em Governabilidade. Ao actual, ou ao próximo Primeiro, bastará digitar, ao acaso, uns números de telemóvel e terá em pouco tempo constituído um governo curto ou longo (todo o cidadão que se presa tem um ou mais celulares e centenas, senão milhares de soluções eficientes).
agora o que eu não sabia:
- são aos milhares os especialistas em Constitucional que desafiam os saberes do Quadros, do Miranda ou do Canotilho e debitam valorosas interpretações da nossa lei fundamental, que por acaso nunca a leram nem sequer um resumozito e alguns até se alcunham de “deputados”. Fico a pensar no quanto pouparíamos se se encerrassem as Escolas que o debitam, já que os especialistas existentes são quase dez milhões.
- mais recentemente descobri que temos para dar e vender, especialistas que tratam por tu a tecnologia da "permuta em risco e rentabilidade” (até as chamam pelo petit nom de “swap”). O Ministro Lima tem aqui muito recurso para explorar e, porque não, para exportar dada a falta desta especialização na estranja.
E o que eu não percebo:
- nunca fomos campeões em futebol e nas coisas das “permutas” só fizemos asneira!
porque é que, com tantos especialistas em generalidades, tanto no Futebol quanto nas Swaps “as coisas” nos correm sempre tão mal?
...talvez por isso me tenha lenbrado do Pragmático William James que um dia escreveu:
“”generalismo” é saber-se cada vez menos de cada vez mais, até não se saber nada de tudo."

Sem comentários: