quinta-feira, 7 de junho de 2018

e um dia o "nacional" junta-se ao "socialismo" ou o regresso à ditadura do pensamento...

só quem não conhece a história dos anos 30 do século passado é que não percebe que, após a censura à palavra e aos costumes, vem a queima de livros seguida do “internamento” e do muito mais que nos contaram e não contaram...
pelo meio talvez nos coloquem, ao peito, um "emblema"
.
“... esta pequena elite que pratica o ultra-feminismo semântico não pode ser menosprezada, porque tem uma influência significativa junto do poder político.

O clube de Isabel Moreira, da CIG, das Capazes, mais respectivos amigos e amigas, tem uma presença parlamentar e mediática de peso, e está sustentada numa poderosa moda internacional que passa os dias em universidades e jornais a colocar cordões sanitários à volta do vocabulário de cada um, com o mesmo desvelo com que a Santa Inquisição escrutinava os sussurros dos cristãos-novos.” (in “e as princesas viveram infelizes para sempre”por João Miguel Tavares)

Sem comentários: